Íntegra: Desafios contemporâneos – a educação – Viviane Mosé

Publicado em:22/10/2009 às 19:45:17

Na abertura, apresentando o módulo e falando sobre os “Desafios contemporâneos – a educação”, teremos a filósofa e professora Viviane Mosé, falando sobre a escola fragmentada, dividida em disciplinas e grades curriculares, e distante da vida dos professores e alunos, e que, ao mesmo tempo, se deparar, a cada dia, com um mundo que faz perguntas cada vez mais globais e urgentes, como a necessidade de considerar o todo, o planeta, a cidade.  Quais os desafios da educação no mundo contemporâneo?

Palestra de Viviane Mosé no programa Café Filosófico CPFL gravada no dia 4 de setembro, em Campinas.

Vídeos

Íntegra: Desafios contemporâneos – a educação – Viviane Mosé
Íntegra: Desafios contemporâneos – o trabalho – Marcos Cavalcanti
Íntegra: Desafios contemporâneos – o pensamento – Oswaldo Giacoia Jr.
Íntegra: Desafios contemporâneos – a arte – Enrique Diaz e Marcos Chaves

Módulo
Como a filosofia pode nos ajudar a enfrentar a crise contemporânea

Eventos

Desafios contemporâneos – o pensamento – Oswaldo Giacoia Jr.
Desafios contemporâneos – o trabalho – Marcos Cavalcanti
Desafios contemporâneos – a arte – Enrique Diaz e Marcos Chaves

10 Responses to Íntegra: Desafios contemporâneos – a educação – Viviane Mosé

  1. valdivan barros dos santos 13 de junho de 2012 at 18:34 #

    Parabéns, Prof. Viviane Mosé, pela clareza e profundidade da sua palestra, mesmo tendo tempo limitado.

    Sua palestra, pode ser vista como uma fotografia, do caos que é a educação brasileira.

    Que, muitas Vivianes estejam espalhando a semente, para as mudanças urgentes e necessárias, para a falida educação brasileira.

  2. Simone Aparecida dos Santos 6 de outubro de 2013 at 19:49 #

    Viviane Mosé nos conduz a uma análise crítica sobre o modelo de escola atual quando a classifica como uma escola abstrata, que, unida à sua característica de escola fragmentada, segmentada, passiva, isolada da sociedade, conteudista, constituída por relações hierárquicas (na qual o aluno é a parte que tem que respeitar, mas que não tem que ser respeitado), forma o cidadão que temos hoje. Ela é pontual quando faz um paralelo entre a escola e uma linha de produção de uma fábrica, afirmando que nossa escola de massa assemelha-se à uma produção em série, que produz com rapidez, com segmentação e fragmentação de tarefas, sendo que, no caso da escola, esta fragmenta ao máximo o saber através de sua forma seriada, de suas aulas de 50 minutos, de suas disciplinas isoladas, entre outros. Outro ponto importante abordado por Mosé é quando ela afirma que a escola brasileira já foi elitista (escola para poucos) e que hoje é uma escola de massa (escola para todos), mas que ter todos na escola não significa nada diante do modelo atual de educação brasileira. Concordo plenamente quando ela diz que o professor não é aquele que sabe tudo (ainda mais nesse momento de progressivo desenvolvimento tecnológico), mas é aquele que tem interesse em saber sobre tudo, e que estimula essa busca pelo conhecimento por parte de seus alunos.

  3. Simone Aparecida dos Santos 6 de outubro de 2013 at 20:04 #

    Ela é brilhante quando diz que a escola precisa se abrir para a cultura, para a arte, pois a arte não é algo segmentado, mas é aquilo que reúne os seres de forma lúdica, contribuindo para a formação de pessoas mais sensíveis e, consequentemente, mais éticas; que é uma finalidade que a escola tanto busca, mas por meios incorretos e que, por isso mesmo, não atinge tal objetivo.

  4. Vaneusa Cardoso Sales 6 de outubro de 2013 at 21:34 #

    É verdadeira a afirmação que Viviane Mosé faz ao dizer que estamos vivendo, ao mesmo tempo, um imenso desenvolvimento tecnológico e uma imaturidade político social de mesma amplitude, pois, entre outras razões, trabalha com uma nova geração que lida muito bem com a complexidade da informatização, da globalização, enquanto ela mesma permanece segmentada e fragmentada. A escola precisa parar de valorizar somente a palavra , a ideia abstrata, e passar a valorizar a vivência, contextualizando o seu ensino. Precisa estar aberta para a cultura, para a arte (a qual não é fragmentada), precisa ser um espaço alegre, pois a ludicidade da arte, como bem afirma Mosé, torna as dificuldades mais fáceis, mais alegres, e favorece a compreensão por parte de nossos alunos sobre o que é a ética na prática, uma vez que a arte envolve o respeito à produção própria e à do outro, a valorização das peculiaridades, do modo de ver de cada um, entre outros; não fazendo-o, portanto, de modo abstrato, como, muitas vezes, a escola tenta realizar.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Como a filosofia pode nos ajudar a enfrentar a crise contemporânea » CPFL Cultura - 22 de julho de 2010

    [...] Íntegra: Desafios contemporâneos – a educação – Viviane Mosé Íntegra: Desafios contemporâneos – o trabalho – Marcos Cavalcanti Íntegra: Desafios contemporâneos – o pensamento – Oswaldo Giacoia Jr. Íntegra: Desafios contemporâneos – a arte – Enrique Diaz e Marcos Chaves [...]

  2. Café Filosófico CPFL – A educação – Viviane Mosé » CPFL Cultura - 28 de julho de 2010

    [...] Veja a íntegra da palestra. [...]

  3. Epistemologia das Ciências « GRUPO VERDE | ideia é mato - 20 de dezembro de 2010

    [...] http://www.cpflcultura.com.br/site/2009/12/01/integra-desafios-contemporaneos-a-educacao-viviane-mos… [...]

  4. Críticas abertas ao núcleo da escola: a elite | Um dia eu disse - 7 de fevereiro de 2011

    [...] Café Filosófico CPFL – A educação – Viviane Mosé Assista ao programa editado exibido na TV Cultura. A escola fragmentada, dividida em disciplinas e grades curriculares, e distante da vida dos professores e alunos, se deparar, a cada dia, com um mundo que faz perguntas cada vez mais globais e urgentes, como a necessidade de considerar o todo, o planeta, a cidade. Quais os desafios da educação no mundo contemporâneo? Esta entrada foi publicada em Mulher, Netweaving e marcada com a tag café, escola, filosofia, liberdade, linha, montagem. Adicione o link permanenteaos seus favoritos. ← MME – Mapa Mental Essencial [...]

  5. A educação – Viviane Mosé » cpfl cultura - 16 de janeiro de 2012

    [...] A escola fragmentada, dividida em disciplinas e grades curriculares, e distante da vida dos professores e alunos, se deparar, a cada dia, com um mundo que faz perguntas cada vez mais globais e urgentes, como a necessidade de considerar o todo, o planeta, a cidade. Quais os desafios da educação no mundo contemporâneo? Veja a íntegra da palestra [...]

  6. Psicopedagogia « Palavras na janela - 31 de julho de 2012

    [...] [2] http://www.cpflcultura.com.br/2009/12/01/integra-desafios-contemporaneos-a-educacao-viviane-mose/ [...]