Marilena Chauí

Marilena Chauí é filósofa. Possui graduação, mestrado e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente é Professora Titular de Filosofia da Universidade de São Paulo (USP). Suas áreas de especialização são História da Filosofia Moderna e Filosofia Política, dedicando-se às obras dos filósofos Espinosa e Merleau-Ponty, e às questões sobre democracia e crítica da ideologia. É membro fundador da Comissão Teotônio Vilela de Defesa de Direitos. Foi Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo de 1989 a 1992 (durante o governo de Luiza Erundina). É membro fundador da Associaiton des Amis de Spinoza (França) e Assoziazone Italiana degli Amici di Spinoza (Itália). Entre suas obras, as principais são Nervura do real: imanência e liberdade em Espinosa (Editora Companhia das Letras, 1999), Brasil: mito fundador e sociedade autoritária (Editora Fundação Perseu Abramo, 2000), Escritos sobre a Universidade (Edunesp, 2001), Merleau-Ponty. Uma experiência do pensamento (Editora Martins Fontes, 2002), Política em Espinosa (Companhia das Letras, 2004), Cultura e Democracia (Cortez Editora, 11a. edição, 2006), Simulacro e poder (Perseu Abramo, 2006).

One Response to Marilena Chauí

  1. Hélcio Pacheco de Medeiros 9 de setembro de 2012 at 20:46 #

    A exposição de Chauí é de fundamental importância para pensar o contexto cotidiano em que vivemos onde o tempo ganha uma projeção no fazer.
    Hoje, cada vez mais, vivemos pressionados pelo tempo que parece que encurtou. Isso traz repercussões para a vida.
    Parabéns pela reflexão.

Deixe uma resposta